Para muitas mulheres, o desejo sexual surge com frequência e intensidade muito menores do que elas gostariam. Um remédio recentemente aprovado para comercialização nos Estados Unidos promete mudar essa situação.

Apelidado de “viagra feminino”, o remédio chamado Flibanserin foi recentemente aprovado pelo FDA, o órgão norte-americano que regula a comercialização de medicamentos e alimentos. Segundo a farmacêutica, Raigna Vasconcelos, a proposta do remédio é estimular a libido feminina agindo diretamente sobre os neurotransmissores cerebrais de mulheres com Transtorno de Desejo Sexual Hipoativo. “O Flibanserin atuaria reduzindo temporariamente os níveis de seratonina e aumentando a quantidade de dopamina e norepinefrina, o que ajuda no aumento da libido”, afirma Raigna.

O Flibanserin foi aprovado por um comitê do FDA por 18 votos a seis no último dia 4 de junho. A agência, no entanto, informou que a nova droga só deve ser ministrada no tratamento de transtornos de desejo sexual hipoativo (HSDD, na sigla em inglês).

O medicamento que só pode ser comercializado com receita médica chega ao estado no dia 01 de Outubro. A novidade está sendo lançada pela Farmácia Alquimia na Jornada de Ginecologia e Obstetrícia, que acontece entre os dias 16 e 18 de Setembro no Vitória Grand Hall.

A Alquimia mais uma vez mostra o seu compromisso com a saúde do capixaba e traz o que existe mais novo no mercado mundial. Além de falarmos sobre o viagra feminino, na jornada de ginecologia e obstetrícia, vamos abordar novidades do mercado em medicamentos de reposição hormonal”, conta Vasconcelos.